Tudo que você precisa saber sobre a impotência sexual

Tudo que você precisa saber sobre a impotência sexual

O que é disfunção erétil (DE)?
A disfunção erétil (DE) é a incapacidade de obter ou manter uma empresa de ereção suficiente para ter relações sexuais. É também por vezes referido como impotência.

ED ocasional não é incomum. Muitos homens experimentam durante períodos de estresse. A DE frequente pode ser um sinal de problemas de saúde que necessitam de tratamento. Também pode ser um sinal de dificuldades emocionais ou de relacionamento que talvez precisem ser resolvidas por um profissional.

Leia também: Estimulante sexual masculino e feminino, qual é o melhor

Nem todos os problemas sexuais masculinos são causados ​​por ED. Outros tipos de disfunção sexual masculina incluem:

ejaculação prematura
ejaculação atrasada ou ausente
falta de interesse em sexo
Quais são os sintomas da disfunção erétil?
Você pode ter disfunção erétil se tiver regularmente:

dificuldade em obter uma ereção
dificuldade em manter uma ereção durante as atividades sexuais
reduzido interesse em sexo
Outros distúrbios sexuais relacionados à DE incluem:

ejaculação prematura
ejaculação retardada
anorgasmia, que é a incapacidade de atingir o orgasmo após ampla estimulação
Você deve conversar com seu médico se tiver algum destes sintomas, especialmente se eles durarem dois ou mais meses. Seu médico pode determinar se seu distúrbio sexual é causado por uma condição subjacente que requer tratamento.

O que causa o ED?
Existem muitas causas possíveis para disfunção erétil e podem incluir transtornos emocionais e físicos. Algumas causas comuns são:

doença cardiovascular
diabetes
hipertensão
hiperlipidemia
dano de câncer ou cirurgia
lesões
obesidade ou excesso de peso
aumento da idade
estresse
ansiedade
problemas de relacionamento
uso de drogas
uso de álcool
fumar
ED pode ser causada por apenas um desses fatores ou vários. É por isso que é importante trabalhar com seu médico para que ele possa descartar ou tratar qualquer condição médica subjacente.

Leia mais: Causas e tratamentos da disfunção erétil »

O que causa uma ereção?
Uma ereção é o resultado do aumento do fluxo sanguíneo em seu pênis. O fluxo sanguíneo é geralmente estimulado por pensamentos sexuais ou contato direto com o pênis.

Quando um homem se excita sexualmente, os músculos do pênis relaxam. Este relaxamento permite um aumento do fluxo sanguíneo através das artérias penianas. Esse sangue preenche duas câmaras dentro do pênis chamadas corpos cavernosos. Quando as câmaras se enchem de sangue, o pênis fica rígido. A ereção termina quando os músculos se contraem e o sangue acumulado pode fluir através das veias penianas.

ED pode ocorrer por causa de problemas em qualquer fase do processo de ereção. Por exemplo, as artérias penianas podem estar muito danificadas para abrir adequadamente e permitir a entrada de sangue.

Como a idade afeta a incidência de disfunção erétil?
Até 30 milhões de homens americanos são afetados por disfunção erétil, de acordo com o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais. A prevalência de DE aumenta com a idade. ED afeta:

12 por cento dos homens com menos de 60 anos
22 por cento dos homens na faixa dos 60 anos
30% dos homens com 70 anos ou mais
Embora o risco de ED aumente com a idade, a DE não é inevitável à medida que você envelhece. Pode ser mais difícil obter uma ereção à medida que envelhece, mas isso não significa necessariamente que você desenvolverá ED. Em geral, quanto mais saudável você for, melhor será sua função sexual.

Leia mais: A disfunção erétil é um resultado inevitável do envelhecimento? »

ED também pode ocorrer entre homens mais jovens. Um estudo de 2013 descobriu que um em cada quatro homens que buscavam seu primeiro tratamento para a disfunção erétil tinha menos de 40 anos. Os pesquisadores encontraram uma correlação mais forte entre tabagismo e uso de drogas ilícitas e DE em homens com menos de 40 anos do que entre homens mais velhos. Isso sugere que as escolhas de estilo de vida podem ser um dos principais fatores que contribuem para a DE em homens mais jovens.

Uma análise da pesquisa sobre disfunção erétil em homens com menos de 40 anos descobriu que o tabagismo era um fator para disfunção erétil entre 41% dos homens com menos de 40 anos. O diabetes era o fator de risco mais comum e estava relacionado à disfunção erétil em 27% dos homens com menos de 40 anos.

Como o ED é diagnosticado?
Seu médico lhe fará perguntas sobre seus sintomas e histórico de saúde. Eles podem fazer testes para determinar se seus sintomas são causados ​​por uma condição subjacente. Você deve esperar um exame físico em que seu médico irá ouvir seu coração e pulmões, verificar sua pressão arterial e examinar seus testículos e pênis. Eles também podem recomendar um exame retal para verificar sua próstata. Além disso, você pode precisar de exames de sangue ou urina para descartar outras condições.

Teste de tumescência peniana noturna (NPT)
Um teste NPT é feito usando um dispositivo portátil alimentado por bateria que você usa na coxa enquanto dorme. O dispositivo avalia a qualidade das ereções noturnas e armazena os dados, que seu médico pode acessar posteriormente. Seu médico pode usar esses dados para entender melhor sua função peniana e disfunção erétil.

Ereções noturnas são ereções que ocorrem enquanto você dorme e são uma parte normal de um pênis em funcionamento saudável.

Quais tratamentos estão disponíveis?
O tratamento para disfunção erétil dependerá da causa subjacente.

Fonte: https://www.valpopular.com/estimulante-sexual-masculino-qual-e-o-melhor/

5 maneiras para um estilo de vida saudável

5 maneiras para um estilo de vida saudável

5 maneiras para um estilo de vida saudável
Com bons hábitos alimentares e atividade física diária, você estará bem encaminhado para uma vida saudável. Fácil de dizer, mas às vezes não é tão fácil de fazer!

Nosso estilo de vida ocupado pode ser difícil para a saúde de nossa família. Correr para a escola e para o trabalho pode tornar difícil encontrar tempo para ser fisicamente ativo. Também podemos adotar o hábito de escolher lanches não saudáveis ​​e alimentos descartáveis ​​ou gastar nosso tempo livre assistindo TV ou em frente ao computador.

No entanto, essas escolhas podem ser perigosas para nossa saúde e para a saúde de nossas crianças – tanto agora quanto a longo prazo. É por isso que é tão importante parar, fazer um balanço e tomar uma decisão consciente de seguir um estilo de vida saudável.

Como levar um estilo de vida saudável
Existem cinco maneiras simples para a sua família levar um estilo de vida saudável e voltar à pista:

1. Fique ativo todos os dias
A atividade física regular é importante para o crescimento saudável, o desenvolvimento e o bem-estar de crianças e jovens.
Eles devem ter pelo menos 60 minutos de atividade física todos os dias, incluindo atividades vigorosas que os fazem ‘bufar e bufar’.
Inclua atividades que fortaleçam músculos e ossos em pelo menos 3 dias da semana.
Os pais devem ser bons modelos e ter uma atitude positiva em relação a serem ativos.
2. Escolha a água como bebida
A água é a melhor maneira de saciar a sua sede – e não vem com o açúcar adicionado encontrado em sucos de frutas, refrigerantes e outras bebidas açucaradas.
Leite gordo reduzido para crianças com mais de dois anos é uma bebida nutritiva e uma excelente fonte de cálcio.
Dê às crianças frutas inteiras para comer, em vez de oferecer sucos de frutas que tenham muito açúcar.
3. Coma mais frutas e legumes
Comer frutas e legumes todos os dias ajuda as crianças a crescer e se desenvolver, aumenta sua vitalidade e pode reduzir o risco de muitas doenças crônicas.
Procure comer duas porções de frutas e cinco porções de vegetais todos os dias.

Leia também: Womax funciona
Tenha frutas frescas disponíveis como um lanche conveniente e tente incluir frutas e vegetais em cada refeição.
4. Desligue a tela e fique ativo
O tempo sedentário ou ‘ainda’ gasto assistindo TV, navegando on-line ou jogando jogos de computador está ligado a crianças com sobrepeso ou obesidade.
Crianças e jovens não devem gastar mais de duas horas por dia em entretenimento de ‘telinha’. Divida longos períodos de uso com a maior frequência possível.
Planeje uma variedade de jogos ou atividades ativas internas e externas para seus filhos, como alternativas para assistir TV ou jogar no computador.
5. Coma menos lanches e selecione alternativas mais saudáveis
Os lanches saudáveis ​​ajudam crianças e jovens a satisfazer suas necessidades nutricionais diárias.
Lanches à base de frutas e vegetais, laticínios com baixo teor de gordura e grãos integrais são as escolhas mais saudáveis.
Evite lanches que são ricos em açúcar ou gorduras saturadas – como batatas fritas, bolos e chocolate – o que pode causar as crianças a colocar em excesso de peso.

8 segredos do emagrecimento Dieta e Saúde

8 segredos do emagrecimento Dieta e Saúde

Já ajudamos mais de 300.000 pessoas a emagrecer e descobrimos que nossos usuários que mais emagreceram têm 9 pontos em comum. Confira esses segredos.

Saiba mais: site de emagrecimento

Faça um diário do que você come 1
Faça um diário do que você come
Quem controla diariamente a alimentação emagrece até 7 vezes mais

leia mais
Adote metas realistas 2
Adote metas realistas
Com pequenos passos você vai atingir o seu objetivo.

leia mais
Mude suas atitudes aos poucos 3
Mude suas atitudes aos poucos
Este é o segredo para evitar o efeito sanfona.

leia mais
Apoio da Comunidade Dieta e Saúde 4
Apoio da Comunidade
Emagreça mais rápido com a ajuda de pessoas como você.

leia mais
Comprometimento 5
Comprometimento
Somente através dele você alcançará seu objetivo.

leia mais
Controle de peso semanal 6
Controle de peso semanal
Veja a importância de se pesar apenas 1x por semana.

leia mais
Exercite-se 7
Exercite-se
Pratique exercícios físicos e emagreça até 6x mais!

leia mais
Mantenha o peso 8
Mantenha o peso
Acabe com o efeito sanfona mantendo seu peso!

leia mais

8 Benefícios da Maca Peruana – Para Que Serve, Efeitos Colaterais e Dosagem

8 Benefícios da Maca Peruana – Para Que Serve, Efeitos Colaterais e Dosagem

Muitas plantas que antes tinham utilização localizada às regiões de origem continuam a serem descobertas pela ciência e se tornam conhecidas em todo o mundo, caindo no gosto popular. A maca peruana é um exemplo disso. Ela também é conhecida como ginseng peruano e é utilizada e venerada como erva medicinal desde a antiguidade, pelos povos Incas.

Leia também: Maca Peruana

Neste artigo falaremos mais a fundo sobre o que é, quais os benefícios da maca peruana, para que serve, quais seus possíveis efeitos colaterais e contraindicações, assim como qual a dosagem ideal e como tomar.

O que é a Maca Peruana?
A maca peruana é uma planta crucífera, que é a mesma família do repolho, couve, nabo e mostarda. Seu nome científico é Lepidium meyenii e é originária da região central do Peru, na cordilheira dos Andes, onde é cultivada há mais de 3000 anos pelos povos da região. A parte utilizada para fins medicinais é a raiz, um tubérculo com formato parecido com um rabanete.

Para que serve a Maca Peruana?
O consumo de maca peruana se deve tanto ao seu valor nutritivo como à presença de fitoquímicos benéficos à saúde. Ela é rica em minerais, entre eles cálcio, potássio, ferro, magnésio, fósforo e zinco. Contém ainda fitoesterois, muitos ácidos graxos essenciais, proteínas, carboidratos e fibras.

Há milhares de anos a maca peruana é utilizada pelos povos andinos com objetivos medicinais relacionados à fertilidade, desejo sexual, vitalidade e clareza mental.

Em 2002, um estudo demonstrou também sua atividade antioxidante, combatendo diversos tipos de espécies reativas de oxigênio. Além disso, a planta parece ajudar no balanço hormonal, através de substâncias que não atuam diretamente como hormônios, mas que estimulam uma produção natural adequada, por isso é chamada de adaptógeno.

Da raiz é produzido um pó que pode ser consumido diretamente nessa forma ou encapsulado.

Benefícios da Maca Peruana
Os benefícios da maca peruana são, na sua maioria, identificados pelo uso tradicional popular, uma vez que poucas pesquisas científicas foram feitas sobre a planta. Porém as propriedades atribuídas a ela datam de milhares de anos e são várias.

ARTIGOS COMPLEMENTARES
Maca Peruana Emagrece?
Surpreenda-se com Esse Smoothie de Manga e Maca Peruana Sem Lactose
Como Fazer Chá de Amora – Receita e Dicas
10 Receitas de Smoothie de Mamão para Emagrecer
1. Aumento da libido

Esse é um dos benefícios da maca peruana conhecidos há mais tempo, pois seu uso é histórico para estimular o desejo sexual, comum entre as populações peruanas desde 2000 anos atrás. Poucas pesquisas foram realizadas, mas alguns estudos em animais indicam certa propriedade afrodisíaca. Mais estudos em humanos são necessários para comprovar e entender como a planta atua, quais as substâncias envolvidas, etc, porém já existem muitos indicativos clínicos dessa propriedade.

2. Estímulo à fertilidade

A partir dos estudos realizados até o momento, há evidências de que a maca peruana pode aumentar a contagem de espermatozoides em homens, aumentando a fertilidade. Muitos profissionais de saúde e usuários relatam a melhora da função hormonal e o aumento da fertilidade em homens e mulheres são mesmo benefícios da maca peruana.

3. Equilíbrio hormonal

O balanço hormonal deve ser extremamente controlado pelo organismo, pois os hormônios atuam em concentrações bastante pequenas e gerenciam inúmeras funções biológicas. Porém os mecanismos de controle hormonal do corpo podem, algumas vezes, falharem, levando a faltas ou excessos e muitas doenças.

A maca peruana parece atuar no controle da estimulação da produção hormonal, através do hipotálamo e glândula pituitária, os “centros” do controle do sistema endócrino no ser humano. Eles controlam as outras glândulas por todo o corpo, melhorando assim a produção hormonal nas glândulas adrenal, tireoide, pâncreas, ovários e testículos.

4. Aumento da energia

Com o uso por alguns dias, seu nível de energia e vigor já indicarão uma boa melhora, inclusive, muitos atletas utilizam a maca para aumentar a performance esportiva.

A maca contém carboidratos complexos, que são excelentes fontes de energia e ainda vitaminas do complexo B, que participam das reações bioquímicas que levam à produção de energia.

5. Ajuda no controle dos sintomas da menopausa

Os benefício da maca peruana na modulação hormonal auxilia mulheres na menopausa, cujos sintomas se devem ao desequilíbrio da produção de hormônios femininos. A maca peruana ajuda no alívio das ondas de calor, características nessa fase, e também ajuda nos sintomas da tensão pré-menstrual em mulheres em idade fértil.

Por conter cálcio, pode ajudar na prevenção da osteoporose, muito comum durante a menopausa.

6. Clareza Mental

Entre os benefícios da maca peruana também está a melhora da saúde mental. Muitas pessoas reportam obter melhor raciocínio, foco, e clareza de pensamento ao fazer suplementação com o tubérculo.

7. Estabilização do humor

A planta também parece ajudar na melhora de alguns distúrbios de humor, aliviando quadros de ansiedade, estresse, depressão e alteração constante de humor.

8. Melhora da pele

Outro importante item dos benefícios da maca peruana parece ser em relação a problemas de pele. Para muitas pessoas, ela ajuda a melhorar a acne e manchas, além de reduzir a sensibilidade e aumentar a tolerância a temperaturas muito baixas ou muito altas.

Como tomar e Dosagem
A dose geralmente indicada é de 500 a 1200 mg ao dia, mas estudos utilizaram 1500 e 3000 mg, separados em três doses diárias, para a melhora do desejo sexual masculino, sem, entretanto, encontrar resultados diferentes na eficiência dessas duas doses. Recomenda-se que se inicie o tratamento com doses menores e elas sejam aumentadas com o tempo. Seu médico ou nutricionista pode definir com maior segurança a dose ideal para você, é sempre importante consultar um profissional ao iniciar o tratamento com quaisquer suplementos.

Uma boa alternativa para obter os benefícios da maca peruana é incluí-la na preparação de diversos pratos como saladas, bebidas, vitaminas, pratos quentes, sopas, sucos e café, com o cuidado de apenas evitar temperaturas excessivamente elevadas que podem levar à perda das suas propriedades.

No início o sabor pode parecer um pouco estranho, mas depende de com qual alimento está fazendo a mistura no caso do consumo em pó e com o tempo você vai se acostumando.

Efeitos Colaterais
A maca peruana tem se mostrado bastante segura quando consumida nas doses comumente indicada e não foram identificados efeitos colaterais até o momento.

Porém, como qualquer outro suplemento, é necessário evitar o consumo em excesso. Devido aos efeitos sobre o balanço hormonal, quantidades excessivas de maca podem levam a um descontrole do sistema endócrino e causar sérias consequências. Caso sinta algum sintoma ao consumir a planta, suspenda imediatamente o uso e procure um serviço de saúde.

Contraindicações
Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem fazer uso da maca peruana, pois não existem dados que comprovem a sua segurança nesse período.

Pessoas com qualquer doença que seja hormônio sensível devem evitar o consumo da raiz. Exemplos são câncer de mama, uterino e de ovários, endometriose ou fibrose uterina. Da mesma forma, qualquer condição que possa ser afetada pela exposição a estrogênios gera riscos ao consumir maca peruana, uma vez que a planta pode potencializar a ação estrogênica.

COLÁGENO FUNCIONA CONTRA A FLACIDEZ?

COLÁGENO FUNCIONA CONTRA A FLACIDEZ?

Já começo o post dizendo que eu amo colágeno, quero casar com ele, tomo todos os dias e não vou parar nunca, porque esperança é a última que morre!rs O fato é que tomo o danado duas vezes ao dia desde os 28 anos, e minha prima, que é nutricionista, falou que eu estava jogando dinheiro fora porque ele, seja em pó, em cápsulas ou de qualquer outro jeito não vai “entrar” no meu organismo e “correr pra pele” pra melhorar a flacidez. Juro que fiquei chocada, porque eu sempre tomei acreditando que era isso o que acontecia, sabe?

Leia também: Dermacaps

#MeJulguem colágeno juro valendo O QUE É COLÁGENO? A questão é que o colágeno nada mais é que uma proteína, proteína essa que é “quebrada” no estômago após a ingestão e transformada em aminoácidos, que é a parte “menor”, por assim dizer, da proteína, sendo que essa parte é que absorvida pelo organismo. Isso significa que ingerí-lo é o mesmo que ingerir aminoácidos, e o nosso organismo não identifica de onde veio esse aminoácido, se de colágeno, carne, ovo e por aí vai. Claro que aminoácidos são bons, são essenciais, aliás, tanto pra pele, quanto pro cabelo e pras unhas, afinal eles compõem o tecido. Mas, o que é errado é achar que basta tomar o bonitinho pra que a flacidez da pele melhore, porque a coisa não é por aí! FUNCIONA CONTRA A FLACIDEZ? Simplificando: ele ajuda, como qualquer outra proteína, mas não é uma porção mágica que acaba com a flacidez, entende? E tão importante quanto o colágeno é uma dieta rica em proteínas, coisa um pouco complicada pra mim, que não consumo carnes de nenhum tipo. colágeno Outra coisa importante pra quem consome colágeno é procurar opções que sejam enriquecidas com zinco, vitamina A, C e E, já que esses micronutrientes potencializam a síntese de colágeno e possuem ação antioxidante. CÁPSULAS DE COLÁGENO: ATENÇÃO! Ah, e colágeno não é tudo igual, e nisso vocês precisam prestar MUITA atenção! Aquelas cápsulas que contém 500 mg (Já achei até de 220 mg) de colágeno não compensam, porque essa quantidade é irrisória e não vai fazer a menor diferença. Procurem produtos que ofereçam pelo menos 9 gramas por porção, e isso a gente só acha nas versões em pó, porque o máximo que achei em cápsulas foi 1000 mg (1g). Não faz milagre, mas não abro mão, porque gente, depois dos 30 a coisa complica, né? Vocês costumam usar? O que acham?

Remédios para emagrecer: de farmácia e naturais

Remédios para emagrecer: de farmácia e naturais

Para perder peso mais rápido, além de uma alimentação saudável e de praticar atividade física regularmente, pode ser necessário utilizar remédios que aumentam o metabolismo e a queima de gorduras, que reduzem a absorção de gordura no intestino, que reduzem o apetite ou que combatem a retenção de líquidos.

Dentre as melhores soluções para emagrecer estão o chá verde, a quitosana, a goji berry e os medicamentos Saxenda e Orlistat. Veja a seguir a lista completa e para que serve cada um.

Leia também: Kifina funciona

Medicamentos que emagrecem
Remédios para emagrecer: de farmácia e naturais
Alguns dos medicamentos que podem ser usados para perder peso, que são vendidos em farmácias e devem ser prescritos pelo médico e utilizados de acordo com a sua recomendação são:

1. Sibutramina
A sibutramina atua diminuindo a fome e fazendo com que a sensação de saciedade chegue mais rápido ao cérebro, ajudando a controlar a quantidade de comida ingerida. Dessa forma, este remédio pode ser usado como primeiro tratamento em pessoas com obesidade.

Este remédio não deve ser usado por gestantes, mulheres que amamentam e em casos de doenças cardíacas, anorexia, bulimia, uso de descongestionantes nasais e antidepressivos. Veja os efeitos colaterais da Sibutramina.

É ideal para: pessoas que estão fazendo dieta, mas têm muita dificuldade em controlar a fome e vontade de comer alimentos mais gordurosos ou açucarados.
Como tomar: em geral, a recomendação é tomar 1 cápsula pela manhã em jejum, mas se a perda de peso não ocorrer após 4 semanas de uso, o médico deve ser consultado.
2. Orlistat
Também conhecido como Xenical, atua impedindo a absorção de gordura no intestino, o que reduz a quantidade de calorias consumidas, ajudando na perda de peso e no controle do colesterol alto e da obesidade.

O orlistat está contraindicado para gestantes, mulheres que amamentam e pessoas com problemas de má absorção intestinal ou tendência a ter diarreia. Veja o resumo da bula completa de Orlistat.

É ideal para: ser utilizado em dias em que se fazem refeições ricas em gordura, por exemplo, para diminuir a quantidade de gordura absorvida e ajudar a manter os resultados da dieta. Idealmente, não deve ser usado como solução para ingerir mais alimentos gordurosos no dia-a-dia.
Como tomar: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição, de forma a diminuir a quantidade de gordura ingerida nos alimentos.
3. Saxenda
O Saxenda é um medicamento em forma de injeção que só pode ser usado sob prescrição médica. Ele atua no centro da fome e da saciedade fazendo com que a pessoa tenha menos apetite. Além disso, um dos efeitos do medicamento é a mudança no paladar que faz com que os alimentos não tenham um sabor tão agradável.

No entanto, não deve ser usado por pessoas que não sejam consideradas obesas, durante a gravidez ou em adolescentes, porque os efeitos do medicamento não foram esclarecidos nesta faixa etária. Veja a bula completa de Saxenda.

É ideal para: pessoas a fazer acompanhamento médico e nutricional para tratar obesidade de IMC superior a 30 Kg/m² ou com IMC superior a 27 kg/m2 e doenças associadas, como hipertensão arterial ou diabetes tipo 2.
Como tomar: geralmente basta 1 injeção de Saxenda por dia para conseguir uma redução de 10% do peso em 1 mês. A dose poderá ser aumentada gradualmente, caso o médico recomende.
4. Cloridrato de lorcaserina – Belviq
Belviq é um remédio contra obesidade que atua nos níveis de serotonina do cérebro , diminuindo o apetite e aumentando a saciedade, com poucos efeitos colaterais. Com a redução do apetite é possível ingerir menos alimentos, perdendo peso. Veja a bula desse remédio em: Belviq.

É ideal para: pessoas a fazer dieta que precisam diminuir o apetite para evitar o consumo de alimentos com muitas calorias, e emagrecer rápido. No entanto, só pode ser utilizado com receita médica.
Como tomar: ingerir 2 comprimidos por dia, um no almoço e outro no jantar.
Remédios naturais para emagrecer
Remédios para emagrecer: de farmácia e naturais
Os melhores remédios naturais para emagrecer são à base de ervas e produtos naturais que melhoram o funcionamento do organismo, como:

1. Chá verde
Tem as propriedades de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura, podendo ser consumido em cápsulas ou na forma de chá.

Deve-se consumir de 3 a 4 xícaras do chá por dia ou tomar 2 cápsulas pela manhã e pela tarde, mas está contraindicado para pessoas com sensibilidade à cafeína ou problemas cardíacos.

2. MaxBurn
Suplemento feito a partir de chá verde e açaí, tem o poder de aumentar o metabolismo e diminuir o apetite. Deve-se tomar uma cápsula antes do almoço e do jantar, mas é importante lembrar que a venda deste medicamento foi proibida pela Anvisa.

3. Quitosana
A quitosana é feita a partir de fibras presentes no esqueleto de frutos do mar, ela aumenta a saciedade e diminui a absorção de gordura no intestino. Deve-se tomar 2 cápsulas antes do almoço e do jantar, mas está contraindicada para pessoas alérgicas a frutos do mar.

4. Goji berry em cápsulas
Esse remédio é feito a partir do fruto fresco, e atua no organismo como antioxidante e anti-inflamatório, devendo-se tomar 1 cápsula antes do almoço e do jantar.

É importante lembrar que apesar de naturais, esses remédios estão contra-indicados para mulheres grávidas ou que amamentam, crianças e pessoas com pressão alta ou problemas cardíacos, e que, o ideal é que eles sejam prescritos pelo médico ou pelo nutricionista.

Remédios caseiros para emagrecer
Remédios para emagrecer: de farmácia e naturais
Os remédios caseiros para emagrecer são opções mais fáceis e seguras para serem utilizadas para ajuda na dieta, especialmente de quem sofre com obesidade. Dentre os principais, estão:

1. Água de Berinjela
Para preparar, deve-se cortar 1 berinjela em cubos e deixar de molho em 1 litro de água durante a noite. Pela manhã, deve-se bater tudo no liquidificador consumir ao longo do dia, sem adicionar açúcar.

2. Água de Gengibre
Deve-se adicionar de 4 a 5 rodelas ou 2 colheres de sopa de raspas de gengibre em 1 litro de água gelada, bebendo a mistura ao longo do dia. Para obter melhores resultados, o gengibre deve ser trocado diariamente.

3. Chá diurético de ervas
Para preparar este chá, deve-se adicionar 10 g de alcachofra, cavalinha, sabugueiro, louro e anis, em 1 litro de água fervente. Desligar o fogo e abafar a panela, deixando descansar por 5 minutos. Beber o chá ao longo do dia e seguir o tratamento durante 2 semanas.

Além de conhecer os remédios, é importante lembrar que todos esses medicamentos trazem mais resultados quando aliados a uma alimentação saudável e à prática regular de atividade física.

Como emagrecer sem remédio
Controlar o índice glicêmico dos alimentos é uma ótima forma de emagrecer sem ter que tomar remédio e sem sentir fome. A nutricionista Tatiana Zanin explica o que é, como controlar o índice glicêmico nesse leve e bem-humorado vídeo:

Tudo que você precisa saber sobre clareamento dental

Tudo que você precisa saber sobre clareamento dental

Imagem de sorriso para ilustrar texto sobre clareamento dental
Tudo que você precisa saber sobre clareamento dental

Em tempos de conquistar likes no Facebook e Instagram, não é só o corpo que está na disputa pela estética ideal. Muitas pessoas sonham com sorrisos perfeitos. E não são só dentes alinhados que contam. A cor dos dentes, e o efeito que isso promove, tem sido uma característica importante. Por isso, o clareamento dental está entre os procedimentos mais procurados.

Leia também: White Max funciona

Imagem de sorriso para ilustrar texto sobre clareamento dental
Existem diversos procedimentos para fazer clareamento dental

Mas você sabe como é feito e como funciona um clareamento dental? Conhece todos os tipos de clareamento e sabe como realizá-los? É isso que vamos trazer aqui. Um guia completo para você buscar o clareamento dental com segurança e responsabilidade. Além, é claro, de mais sorrisos no seu dia a dia e nas suas fotos.

Por que os dentes escurecem?
Antes de começarmos a falar sobre clareamento dental, você sabe exatamente por que o seu dente escurece?

O escurecimento é um processo natural que ocorre no esmalte do dente. Ou seja, é correto afirmar que a medida que os anos passam, seus dentes desgastam essa parte esmaltada que garante a brancura dos dentes.

Há também outros fatores que podem contribuir para um desgaste mais rápido dos dentes, como bebidas e alimentos. Principalmente aqueles de coloração forte que possuem o que conhecemos como agentes cromogênicos.

Entre as principais bebidas causadoras desse desgastes estão o café, o vinho e o refrigerante. Já entre os alimentos, as frutas cítricas, como laranja e limão, e as frutas vermelhas são os principais vilões. Além disso, outros alimentos como a beterraba e o milho, e produtos como o ketchup e molho de soja, também são prejudiciais.

+ O que são facetas?

O que é clareamento dental?
O clareamento é uma técnica que utiliza produtos clareadores de recuperação da cor original dos dentes. Ou seja, é um processo com agentes de embranquecimento. Entre esses agentes estão o peróxido de carbamida e o de hidrogênio, que revitalizam o esmalte do dente, deixando-os mais brancos.

Como é feito o clareamento dental?
O clareamento realizado em um consultório com um profissional pode ser feito de duas maneiras.

Clareamento dental a laser
Após a limpeza dos dentes, o dentista isola e protege a parte da gengiva, lábios e bochechas para evitar danos e queimaduras. Então ele aplica um gel de branqueamento.

Depois da aplicação do gel, ele direciona o aparelho de laser de baixa potência para minimizar a sensibilidade dos dentes. Em pouco tempo, e sem necessidade de nova sessão de aplicação, os dentes estão brancos como novos.

Clareamento dental por LED
Assim como o laser, o LED é utilizado para potencializar o efeito do agente clareador e é aplicado nos mesmos moldes. A diferença é que com o LED é possível ocorrer uma sensibilidade maior dos dentes após o procedimento. Mas isso pode ser resolvido com produtos anti-sensibilizantes. O resultado são dentes brancos de forma rápida e indolor.

Ambos os tratamentos podem ser repetidos, mas a sua frequência na aplicação irá variar de pessoa para pessoa.

Clareamento dental caseiro
Engana-se você que acredita que o clareamento caseiro só requer comprar uma pasta de dente e escovar diariamente para ter o mesmo resultado dos profissionais.

Para realizar um clareamento com segurança e sem danos às gengivas, lábios e bochechas, você deve procurar a ajuda de um dentista. O profissional irá confeccionar uma moldeira que seja adequada para os seus dentes e arcada dentária. Além disso, lhe indicará um produto clareador com concentração ideal para o seu tipo de tratamento.

O clareamento caseiro deve ser acompanhado por um profissional. Sua aplicação dura de três a quatro semanas e com utilização de no mínimo quatro horas diárias.

Caseiro e Laser juntos, funcionam?
Há essa possibilidade de utilizar as duas técnicas para obter um resultado mais rápido e satisfatório. Nesses casos, consulte a recomendação do dentista para você não acabar exagerando e danificando o esmalte do dente.

Orientações pós-clareamento
Cada dentista irá determinar as orientações ideias para cada paciente. Mas, em geral, após a realização do clareamento, é necessário o uso de pasta de dente especial para dentes sensíveis e enxaguante com flúor. Isso é feito para minimizar a sensibilidade após o tratamento, além de evitar os seguintes hábitos:

1) Não escovar os dentes ou utilizar enxaguantes bucais com substâncias de cor;

2) Não fumar;

3) Não tomar café, vinho e outras bebidas e alimentos com corantes.

Quanto custa um clareamento dental?
Os custos em geral variam de R$ 400 a R$ 2.500. O valor deve obedecer o parâmetro estipulado pela tabela de valores referenciais para procedimentos odontológicos, recomendado pelo Conselho Regional de Odontologia.

Na prática, o que determina esses custos são o tipo de tratamento escolhido pelo paciente e também a sua localização regional.

Veja abaixo a variação de valores por tipo de tratamento:

Tipo de Clareamento Investimento
Caseiro De R$ 400 a R$ 700
Luz de LED De R$ 500 a R$ 1.000
Laser De R$ 800 a R$ 2.500
Planos de saúde cobrem clareamentos?
Por se tratar de um tipo de tratamento dental estético, é comum que os planos de saúde odontológicos não cubram esse tipo de procedimento. Há aqueles que oferecem o serviço por motivação de saúde, como traumas ou tratamento de canal que podem vir a escurecer o dente.

+ Coberturas de plano odontológico

Por que nem todos os dentes ficam tão brancos?
O dente tem a sua cor determinada pela dentina, que é amarela. O esmalte é essa camada de proteção de cor mais clara, translúcida.

Se o esmalte do seu dente for mais fino, é natural que os seus dentes sejam mais amarelados por conta da dominação da dentina.

O clareamento é um processo que age nos minerais presentes no esmalte do dente, saturando-os e não colorindo de branco, como muitos pensam.

Então, quanto mais mineralizado for o seu dente, mais branco ficará. Ou seja, há pessoas que não atingem o grau esperado de brancura, por conta da dificuldade de saturação do esmalte dente.

Eu uso aparelho dental, posso clarear?
Pode, mas o mais recomendável é clarear após a remoção do aparelho ortodôntico. Isso porque os bráquetes do aparelho costumam amarelar os dentes naturalmente. Para esses casos, de pessoas com aparelho, o gel clareador é capaz de penetrar nos bráquetes e garantir que seja aplicado de forma completa.

Quem tem endodontia, pode clarear?
Há outra técnica para pessoas com endodontia (para os leigos, quem tem endodontia tem lesões e doenças no nervo e na raiz do dente, o conhecido canal). Nela, o gel é inserido na parte interna do dente e funciona como um curativo, que deve ser trocado a cada aplicação.

O perigo de clarear os dentes
Como você deve ter percebido até aqui, não há perigos para a realização de clareamentos dentais quando há acompanhamento profissional.

Há perigo apenas para quem compra produtos em lojas físicas e, principalmente, na internet que prometem os mesmos resultados e efeitos do procedimento mais caro, realizado com acompanhamento profissional.

Entre os danos causados por esses procedimentos caseiros e sem acompanhamento, temos: inflamação das gengivas, sangramentos, queimaduras nos lábios, gengivas e bochechas, ulceração e fraturas nos dentes.

Por isso, para ter um sorriso mais branco, saudável e livre de riscos, procure regularmente um dentista profissional. Só ele poderá garantir um belo sorriso para o seu dia a dia e para as suas fotos!

Fraudes, Enganos, e Francamente Mentiras Sobre Dieta Baixa do Carb Exposto

 

A Importância da Dieta Baixa do Carb

Nos Estados Unidos, a dieta continua a atrair atenção nas comunidades de ciência médica e nutricional, e também inspirou uma série de dietas híbridas que incluem a contagem tradicional de calorias e os regimes de exercícios. Especialmente quando você está em uma dieta, é essencial obter muita água para eliminar as impurezas e manter suas células hidratadas. A dieta estimula a ingestão diária de alimentos que contenham boas bactérias, como o iogurte caseiro, para repor as bactérias saudáveis ​​no intestino. Na realidade, dietas com baixo teor de carboidratos também podem ser dietas com baixo teor de GL (e vice-versa), dependendo dos carboidratos em uma determinada dieta. Eles se tornaram uma importante tendência de perda de peso e manutenção da saúde durante o final dos anos 90 e início dos anos 2000. Embora eles sejam mais comumente discutidos como uma abordagem de perda de peso, alguns especialistas propuseram o uso de dietas pobres em carboidratos para mitigar ou prevenir doenças, incluindo diabetes, doenças metabólicas e epilepsia. Uma dieta cetogênica com muito baixo teor de carboidratos foi o tratamento padrão para o diabetes ao longo do século XIX.

Tudo Sobre Dieta Baixa Do Carb

Muitas pessoas entram em dietas por razões de perda de gordura. Pode ser controverso quais dietas são pobres em carboidratos e quais não são. Uma dieta de carga de carboidratos, também chamada de dieta de carboidratos, é uma estratégia para aumentar a quantidade de combustível armazenada em seus músculos para melhorar seu desempenho atlético em eventos de resistência. Certamente, pode-se comer uma dieta sem carboidratos muito rica em carboidratos, ou uma dieta um pouco pobre em carboidratos com grãos.

Dieta Baixa Do Carb Recursos

Existem muitos tipos diferentes de dietas de baixo carboidrato, e estudos mostram que eles podem causar perda de peso e melhorar a saúde. IDADE DA CONFUSÃO Em uma época em que eles são mais populares do que exercícios como uma solução rápida para perder peso, os fatos reais sobre dietas como The Atkins Diet e The South Beach deixam pouca esperança para os membros da comunidade Health and Fitness. Eles alteram o padrão e a proporção de colesterol LDL no sangue, resultando em menos partículas pequenas e densas e partículas grandes e fofas. Finalmente, se você mantiver sua dieta pobre em carboidratos através do uso de alimentos pré-embalados, os especialistas dizem que leia atentamente o rótulo para evitar ingredientes que sejam notoriamente responsáveis ​​por transtornos gastrointestinais e, especialmente, excesso de gases. Apesar de ser rico em gordura saturada, a dieta baixa em carboidratos pode ser boa para o seu coração e saúde. Como as dietas baixas em carboidratos geralmente cortam grãos integrais, feijões, legumes e às vezes até nozes, as principais fontes de fibras na dieta americana normal, além das hortaliças, estão fora dos limites. Uma dieta muito baixa em amidos e açúcares induz várias respostas adaptativas.

A vida, a Morte e Dieta Baixa do Carb

Pessoas críticas de dietas pobres em carboidratos citam hipoglicemia e cetoacidose como fatores de risco. Eles levam a mais perda de peso do que dietas com baixo teor de gordura e causam um impacto positivo em importantes indicadores de saúde, como pressão arterial, triglicérides e açúcar no sangue. Eles são usados ​​para tratar ou prevenir algumas doenças crônicas e condições, incluindo doenças cardiovasculares, síndrome metabólica, síndrome de auto-cervejaria, hipertensão arterial e diabetes. Dietas com baixo teor de carboidratos ou dietas com pouco carboidrato são programas dietéticos que restringem o consumo de carboidratos, muitas vezes para o tratamento da obesidade ou diabetes. Durante o final dos anos 90 e início dos anos 2000, eles se tornaram algumas das dietas mais populares nos EUA. Junto com a eliminação de carboidratos, muitas dietas também restringem ou se esforçam muito para eliminar a ingestão adicional de açúcar. Uma dieta contendo carboidratos nas faixas muito baixas (menos de 50 gramas por dia) pode induzir um estado de cetose.

Dieta Baixa Do Carb Opções

Embora dietas com baixo teor de gordura possam afetar negativamente os níveis de triglicérides no sangue, as dietas com baixo teor de carboidratos consistentemente as eliminam. Dietas ricas em carboidratos requerem mais produção e liberação de insulina do que dietas pobres em carboidratos, e algumas evidências indicam que a porcentagem cada vez maior de calorias consumidas como carboidratos refinados está positivamente correlacionada com o aumento da incidência de distúrbios metabólicos, como diabetes tipo 2. Sua Dieta de Baixo Carboidrato está funcionando brilhantemente e depois de repente.

O Nuiances da Dieta Baixa do Carb

De um modo geral, os carboidratos são muito baratos. Então, quando você corta carboidratos, é mais provável que você sinta dores de cabeça, problemas de foco, atraso de pensamento, problemas visuais ou auditivos e pode até mesmo progredir para afetar sua memória de longo prazo! Em seguida, você adicionará gradualmente pequenas quantidades de carboidratos à sua dieta para diminuir a taxa de perda de peso até atingir sua meta. No início dos anos 80, os carboidratos começaram a ser categorizados quanto à rapidez com que eles se decompõem e se tornam glicose no sangue (açúcar). Quanto a ganhar ou perder peso, não importa o baixo carboidrato ou baixo teor de gordura, porque a linha inferior é que é tudo sobre quantas calorias você coloca em sua boca. Alguns afirmam que realmente low-carb é o único caminho a percorrer, outros afirmam que comer low carb desarrumada sua tireóide ou outros hormônios.

Emagrece mais rápido com Kifina

O Debate Sobre A Ampliação Do Pénis

Uma História de Alargamento de Pênis Refutado

Quanto mais sangue ele conseguir segurar, mais longo será seu pênis. Quando o pênis tem uma circunferência do pênis acima da média, ele também esfrega o clitóris localizado do lado de fora da vagina, causando estimulação externa simultânea. Ainda assim, se você quiser obter um pénis maior, então a melhor coisa a fazer seria seguir métodos seguros, como exercícios naturais de aumento do pénis para fazer o trabalho.

Quem Mais Quer Aprender Sobre a Ampliação do Pénis?

De um modo geral, porém, o aumento do pênis pode ser seguro e eficaz. Na verdade, na maioria das vezes, nem é necessário, portanto, os exercícios de aumento do pênis jelqing também não são necessários. O aumento instantâneo do pénis não é apenas possível.

O Segredo para a Ampliação do Pénis

Além disso, se você aquecer seu pênis corretamente, você será capaz de colher todos os benefícios que vêm com seus exercícios de alargamento do pénis em geral. O pênis sofre do mesmo problema devido ao fato de que ele é incapaz de reabastecer as células do tecido no ritmo que costumava fazer nos dias mais jovens. A pior parte é que seu pênis não ficará muito tempo por muito tempo. Antes de fazer exercícios de aumento do pênis, existem várias técnicas de aquecimento do pénis e remédio para ereção Big Size que você precisará seguir primeiro.

O que Você Deve Fazer-se Sobre o Pênis Início nos Próximos 20 Minutos

Simplesmente praticando uma rotina diária de exercícios de alongamento em seu órgão masculino pelas próximas semanas, você pode facilmente tornar seu pênis maior para sempre! Um pênis raramente é reto e uma régua não é uma ótima ferramenta para determinar o comprimento de um eixo curvo. Como resultado do exercício regular, o seu pénis continuará a aumentar pouco a pouco até atingir um tamanho mais respeitável! Um pênis com boa circunferência enche a vagina muito mais do que um membro magro ou de tamanho normal, fazendo com que o sexo seja muito mais prazeroso para o homem, pois a vagina aperta firmemente o pênis, que tem uma circunferência do pênis maior que a média. O pênis não é um músculo como alguns dos sites lhe dizem. Muitas pessoas, que estão desesperadamente tentando alongar seu pênis e aumentar a circunferência, sentem que não há nada de errado em colocar compressas quentes na unidade de vez em quando.

Saiba mais de Sáude.

Encontrar Parecer Mais Jovem On-Line

Top Parecer Mais Jovem Segredos

Aparecendo mais jovem não tem apenas a ver com a aparência. Quanto mais jovem você parece, mais um prodígio da força de trabalho você parece ser. A chave para parecer mais jovem pode ser tão fácil quanto amarrar seus tênis, sair pela porta e suar.

Parecer mais Jovem em um Relance

Querer parecer mais jovem do que a sua idade real implica em procedimentos invasivos para enganar e falsificar. A maioria dos pacientes pode tolerar o procedimento sem creme anestesiante, e não há riscos, acrescenta Gross. Embora os riscos (como o escurecimento dos olhos claros) sejam raros, fale primeiro com o seu oftalmologista se ainda estiver preocupado. Após três meses, observe se houve ou não um impacto positivo na aparência do seu rosto. Mudanças na aparência são parte do processo natural de envelhecimento, mas isso não significa que as pessoas estão felizes com as mudanças que vêm com a idade. Há uma diferença distinta entre querer parecer mais jovem do que a sua idade real e querer parecer mais jovem. A diferença média na idade cerebral calculada entre homens e mulheres é significativa e reproduzível, mas é apenas uma fração da diferença entre quaisquer dois indivíduos ”, disse Goyal.

Parecer Mais Jovem Apresenta

Se você é um homem ou uma mulher, indo para o salão de beleza pode ser ótimo para manter uma aparência jovem. Se você é um homem careca, considere ir curto ou raspar-lo completamente. Não é que os cérebros dos homens envelhecem mais rápido, eles começam a vida adulta cerca de três anos mais do que as mulheres, e isso persiste ao longo da vida ”, disse Goyal à agência de notícias. Os homens que foram submetidos a transplantes de cabelo foram classificados como mais jovens, atraentes, bem-sucedidos e acessíveis, o que pode influenciar seu local de trabalho e status social, disseram os pesquisadores em um comunicado de imprensa. A maioria dos rapazes tendem a gravitar em torno de roupas que são pretas, cinza ou azul-marinho, e possivelmente marrom em algumas ocasiões. Qualquer cara que mora com uma dama está bem ciente de todas as loções que ela tem à mão para manter sua pele em ótima forma.

O Que Faz Parecer Mais Jovem Significa?

As pessoas que não querem parecer mais jovens são provavelmente poucas e distantes entre si. Há muitas maneiras de parecer mais jovem e algumas delas levam apenas alguns minutos. Felizmente, existem algumas maneiras de torná-las grossas e cheias novamente. Uma das maneiras mais fáceis de estimular seus olhos é experimentando extensões de cílios. Antes de descer demais, tenha em mente que todos os coquetéis, cervejas e taças de vinho podem acrescentar anos à sua aparência. Uma das maneiras que afeta sua pele está causando a descarga.

Em Braços Sobre Parecer mais Jovem?

Quando você está faltando, ele terá o efeito oposto, especialmente com o seu cabelo, que é feito principalmente de proteína. Tudo bem, pessoal, se você não está aparando seu pelo facial, é hora de começar. Se você tem cabelos grisalhos, parece que o mais velho é um dos sinais mais óbvios de envelhecimento, afinal. Se o seu cabelo, pele e unhas estão parecendo sem graça, pode ser por causa de sua ingestão de proteína. Quando sua pele parece atualizada e brilhante, você também. Enquanto o primeiro passo é tentar revitalizar a sua pele, o segundo passo é encobrir todas as imperfeições enquanto isso. Pele mais jovem (30s e menos) lida com a melhor cobertura mate.

A Introdução De Parecer Mais Jovem

Quando você está estressado, não demorou muito para rugas a seguir. Obviamente, um sinal revelador de envelhecimento são as rugas, mas há algumas maneiras de se livrar delas ou deixá-las parecer menos perceptíveis. O envelhecimento cerebral está associado a um declínio gradual no metabolismo cerebral.

Saiba mais: Dermacaps